Aconteceu comigo hoje: Caso do passarinho

domingo, 10 de julho de 2011

      Ontem de manhã no quintal da minha casa apareceu um filhote de passarinho. Não sei de onde ele veio ou como caiu aqui, já que não existem árvores próximas na área, só sei que ele ficou piando a tarde inteira e não sabíamos o que fazer. Colocamos ele então numa caixinha para que pudesse passar a noite dentro de casa. Demos comida e água para ele com o auxílio de uma pinça e de um conta-gotas, mas ele não melhorava =/. Hoje o colocamos no quintal de novo com a esperança de que a mãe dele aparecesse. Ela apareceu, ficou voando em volta dele e foi embora. Ele foi abandonado!!! Acho que ela já sabia que ele não estava bem e deixou-o. No final da tarde ele morreu...e nem sabíamos o que ele tinha  =(... fiquei muito triste. Por mais que eu não goste de ter animais de estimação, não gosto de ver um bichinho sofrer; e me senti impotente e um pouco culpada por não conseguir fazê-lo melhorar. Mas a  vida é assim. 
      Não entendo muito o mundo animal, mas isso me fez pensar  no porquê de algumas mães humanas abandonarem seus filhos e ainda os jogarem no lixo. Não tem explicação. Tenho certeza que sempre há uma solução para aquelas que não possuem condições financeiras para cuidar deles; e para aquelas que não os querem mesmo existem os orfanatos e muitas pessoas dispostas a adotá-los e lhes dar amor e carinho. Eu penso em adotar uma criança futuramente e, se não puder, vou ajudar as instituições que cuidam de crianças abandonadas ou órfãs.
      Voltando ao caso do passarinho, infelizmente não há como trazê-lo de volta, mas podemos cuidar dos outros bichinhos e crianças que estão jogados nas ruas ou sendo maltratados por outras pessoas. Pode parecer utópico, mas não é impossível, e é como dizem: basta querer!! Acredito que vivemos em ciclos, um dia estamos em baixo, no outro em cima. Quando ajudamos alguém hoje, tenho certeza de que quando precisarmos irão nos ajudar também. Se você se sente incomodado com a presença de crianças e animas abandonados na rua lembre-se de que: as coisas na nossa vida só mudam se a gente mudar. Então mude pra melhor!

Ajude quem precisa de você!
Julia Pinheiro.



Um comentário

  1. Aconteceu comigo um dia, mas eu consegui reanimar o passarinho usando um mini-desfibrilador.
    Sempre útil ter um kit desses em casa. ;D
    (...)
    kaoskoasko
    =D Agora é sério~
    Isso só deixa claro o quão nossas ações podem ser determinantes para assegurar um futuro ideal.
    Se os passarinhos, animais irracionais, conseguem deixar - mesmo que indiretamente - mensagens perceptíveis aos nossos olhos, por que nós não podemos fazer a diferença para socorrer aqueles que realmente clamam por ajuda?
    Intrigante.

    ResponderExcluir