Confissões de uma ex-Gordinha

4:14 PM


 

Sempre fui magra, mas quando criança já tive minha fase de "gordinha". Não era considerada obesa, mas ganhei apelidos como "fofinha" e "cheiinha". Interessei-me por esse livro mais pelo fato de toda mulher querer perder pelo menos 2 kg do que por eu estar acima do peso propriamente ditos, e também porque achei o tema interessante e a linguagem do livro bem fácil e dinâmica. 


"Confissões de uma ex-Gordinha", da autora Marília Bestani e editora Celebris é "um manual de resgate e reconstrução da auto-estima e da corporeidade ideal, almejada por tantas mulheres que não acreditam ser mais capazes de amarem a si próprias", como está escrito na contracapa. A autora expõe sua experiência pessoal, mostrando os fatores psíquicos, ambientais e orgânicos que envolvem o controle de peso e estimula o leitor a buscar um modo de vida mais saudável sem grades privações.
Sei que realmente não é fácil chegar ao peso "ideal", como os médicos recomendam e, principalmente, mantê-lo. Ganhar 1 ou 2 quilos não é tão preocupante porque está dentro da nossa oscilação normal de peso, mas e quando se tornam 10, 20 quilos ou mais? Acredito que muitas pessoas acima do peso olham para o espelho, se incomodam com algo em seu corpo, mas não tomam iniciativa para mudar esse quadro e, quando tomam, acabam desistindo pelos resultados não virem tão rápido quanto desejavam.
Eu, hoje, estou no peso ideal, mas já convivi com pessoas que travavam uma luta diária contra a balança e isso não era nada saudável, pois num momento você está dieta, mas assim que acontece algo bom ou ruim você comemora ou desconta na comida, e boa parte do aumento de peso vem dessas atitudes impensadas. Ás vezes também cometo erros alimentares, mas procuro compensar nos dias seguintes com uma alimentação mais saudável e praticando alguns exercícios físicos, e recomendo essa dica pra todo mundo.
O livro me ajudou a perceber com é difícil sair da nossa zona de conforto e mudarmos nosso estilo de vida para o nosso próprio bem, mas que quando conseguimos isso, tudo se torna mais fácil, pois melhoramos nossa autoestima e lidamos com nossos problemas de uma maneira mais responsável e madura. O livro não faz uma apologia aos "padrões ideais de beleza" que vemos nas mídias por aí, mas fala que não devemos nos basear pelos padrões definidos pelos modismos:

"O melhor corpo para nós é aquele determinado pelo nosso estado de espírito, por isso ame-se sempre, brinque e faça o melhor por você mesmo!"

E fala também de um conselho que acredito ser o mais importante:

"Profissional nenhum, aliás, ninguém fará por você o que só você pode fazer por si mesmo, que é cuidar-se com todo carinho que você merece e disciplinar-se na direção daquilo que deseja!"

                                                                                                     
                                                                                        Cuide-se bem! :)      



You Might Also Like

0 Comentários

CURTA NO FACEBOOK

Flickr Images